A Importância do Esporte LGBT+ – Nun - Roupas e Acessórios

A Importância do Esporte LGBT+


A comunidade LGBT+ não é exatamente conhecida como a das mais esportivas. Muitos foram marginalizados dos esportes quando pequenos e o esporte está pouco presente em nossa cultura. Estávamos debatendo aqui na Nun o que exatamente orientação sexual tem a ver com esporte e porque ainda temos pouca visibilidade nessa área.

 Sabemos que a prática esportiva é muito importante para todxs e que podemos ter uma vida mais saudável se incluirmos algum esporte em nossas vidas. Mas fora a saúde, existem outras razões tão importantes quanto que podem passar despercebidas.

 Vemos que a cena LGBT+ é muitas vezes escondida do público. Em muitas cidades Brasil afora nos reunimos apenas em festas noturnas e paradas LGBT. Somos marginalizados à noite e à internet. Para nos conhecermos temos que baixar apps de namoro ou sair na noite. A importância de mudar isso é gigantesca, pois além de mudar como nos relacionamos, conseguimos mudar como nos vêem.

 No esporte conseguimos mostrar que não somos um bicho de sete cabeças ao mesmo tempo conseguimos ter mais uma forma de nos conhecermos. É importante desmistificar nossa comunidade para quem nunca normalmente teria contato conosco. É importante mostrar que existimos e que não temos vergonha nenhuma de ser quem somos para os outros e até para nós mesmos.

 Existem alguns grupos no Brasil que estão fazendo justamente isso, mas ainda são poucos. Em São Paulo temos um grupo de queimada, a Gaymada nasceu graças ao jornalista Lucas Galdino e se reune uma vez por mês desde 2016. Perguntamos ao Lucas qual foi o maior benefício que a Gaymada trouxe para os praticantes do evento? Ele nos contou que: 

"A ocupação do espaço público é um bem não material que eu acho até que as pessoas não têm noção de quando o possui. Sair de sua casa para se divertir e ser quem é, sem a necessidade de estar em um local fechado e nichado para sua comunidade é, sem dúvidas, o maior benefício para o público da Gaymada. Também entram na lista a sociabilização da comunidade, as pessoas passam a se conhecer ali, viram amigas... é uma delícia essa união que a gente proporciona."

 A cena de esporte LGBT+ tem crescido muito. Existe também a Unicorns Brazil, primeiro grupo poliesportivo do Brasil voltado à população LGBTQI. O grupo nasceu em 2015 em São Paulo graças aos amigos Filipe Marquezin e Bruno Host. Internacionalmente falando temos o Gay Games, conhecida como as olimpíadas LGBT+. O evento acontece de quatro em quatro anos com sua próxima sede em 2018 em Paris. 

 Estamos começando a ver a nossa comunidade reconhecer a importância do esporte, mas ainda falta muito caminho pela frente. Embarcando nesta ideia e acreditando na importância do esporte LGBT+, a Nun fez um lindo editorial para apoiar a causa. Esperamos que as fotos tiradas pela Rota Produtora com o modelo Gustavo Bresola inspirem outros grupos de esporte LGBT+.


Posts Relacionados

0 comentários

  • Não há comentários

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados